Por um fio?

Uma aranha pendurou-se em um único fio debaixo da viga de um velho celeiro e começou a tecer a sua teia. Dias, semanas, meses se passaram, e a teia aumentou. O labirinto elaborado e crescente capturava moscas, mosquitos e outros insetos, providenciando para a aranha um cardápio diário variado. A aranha aumentou mais ainda sua teia, até que despertou a inveja de todas as outras aranhas. Certo dia essa incansável aranha andava ao longo de sua teia quando observou um único fio se estendendo em cima das vigas. Por que isto está aqui? Pensou a aranha. Ele não serve para me arranjar um bom jantar, não acrescenta mais nada ao meu estoque de insetos. Ela concluiu que o fio era desnecessário. Subiu, então, o mais alto que pôde… E o cortou. Nesse exato momento, toda a teia começou a despencar sobre a aranha, espatifou-se no chão do celeiro, levando-a junto. Uma nação poderia cometer o mesmo erro que a aranha cometeu? Poderia um país tecer uma grande teia a corta-la? Cresceria a teia de maneira vistosa, seria bem sucedida, tão auto-suficiente que viesse esquecer o forte fio que a suporta? Poderia ela olhar de costa a costa, verificar a sua liberdade, sua força e sua prosperidade, e responder, não com gratidão… mas com arrogância? Uma parte do povo permanece perante o fio da fé em que nosso País se pendura e pergunta: “POR QUE ISTO ESTÁ AQUI”? As ações da sociedade revelam nosso interesse por Deus? Isso é um sintoma da amnésia nacional? Aqueles de nós que vive no século 21 não são os primeiros a sofrer de amnésia nacional. Israel estava propenso para esquecer. Por essa razão, Moisés advertiu duramente o povo: “ “Tenham o cuidado de não se esquecer do Senhor, o seu Deus, deixando de obedecer aos seus mandamentos, as suas ordenanças e aos seus decretos que hoje lhes ordeno. Não aconteça que, depois de terem comido até ficarem satisfeitos, de terem construído boas casas e nelas morado, de aumentarem os seus rebanhos. A sua prata e o seu ouro, e todos os seus bens , o seu coração fique orgulhoso e vocês se esqueçam do Senhor, o Seu Deus, que os tirou do Egito, da Terra da escravidão… Mas se vocês se esquecerem do Senhor o Seu Deus e seguirem outros deuses, prestando-lhes culto e curvando-se diante deles, asseguro-lhes hoje que vocês serão destruídos”.” Deuteronômio 8: 11 a 14 e 19 A amnésia nacional destrói as nações. Esqueça Deus e você pagará um alto preço. O que teria nosso Senhor de nos lembrar? Que fio Ele nos chama para preservar? Duas coisas precisamos ter em mente. Deus diz: “Você existe pelo meu poder, você existe para minha Glória.”

(Max Lucado – O Retorno)

Anúncios

2 comentários sobre “Por um fio?

  1. Você nem me mandou seu link, né?
    Mas, mesmo assim, achei se blog! hehehe
    Eu gostei muito do post, e esse texto do Max Lucado é muito verdadeiro. Vale lembrar que ele fala dos Estados Unidos, que foi uma nação, quando estava sendo construida, Evangélica Protestante, e Deus abençoou aquela nação.
    Mas parece, parece não, com certeza eles têm se esquecido de Deus, o fio que sustenta toda a nação.
    Obs: Eu achei engraçado uma coisa: No topo da sua página tem um “bichim” pendurado por um também! hehehe

    Abraço do primo que te ama.

    E que Deus te abençoe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s